Tecla SAP


Cortar Calorias pode Reduzir Drasticamente seu Envelhecimento



Robert Marchans, ciclista, 106 anos.

Matéria publicada no site www.bicycling.com em 29 de Maio de 2017.

Cutting Calories Could Drastically Reduce Your Body’s Internal Aging
By Gavin Evans

Aperte o SAP! ;)

Cortar Calorias pode Reduzir Drasticamente seu Envelhecimento

Uma revisão também encontrou que o jejum pode ajudar a porteger contra doenças crônicas

Você pode sentir que o envelhecimento não é algo com o que você precise se preocupar. Mas a juventude é fugaz, então em algum dia você pode ficar tão desesperado para se sentir jovem novamente que vai recorrer a algo louco, como beber sêmen de boi ou construir uma máquina do tempo.

No entanto, em vez disso, pode haver um método muito mais simples para atrasar os efeitos do envelhecimento. Com isso, queremos dizer que você poderia simplesmente cortar algumas calorias. Esta descoberta recente sobre a busca da imortalidade vem de uma revisão de um grupo de pesquisadores da Duke University, e que também foi publicada em Journals of Gerontology, Series A: Biological Sciences and Medical Sciences.

Os pesquisadores chegaram à conclusão de que reduzir sua ingestão calórica diária em 25% (reconhecidamente, não é uma coisa fácil de se fazer) pode sobrecarregar sua “idade interna” em 0,6 anos a menos,  anualmente, do que a de seus colegas.

Como se não bastasse a tentação de desconsiderar porções desnecessárias, a revisão também descobriu que o jejum pode realmente proteger você contra doenças crônicas.

O professor assistente de medicina da Duke, Dr. Daniel Belsky, emprestou algum contexto para aqueles que precisavam dele. "Envelhecimento biológico é a deterioração gradual e progressiva de sistemas no corpo que ocorre com o avanço da idade", disse ele. "Se pudermos intervir para diminuir a taxa de envelhecimento biológico, pode ser possível prevenir ou pelo menos retardar o aparecimento de muitas doenças e deficiências relacionadas à idade."

Irmã Madonna Buder, triatleta, 88 anos.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores analisaram dados de um antigo estudo que contou com a participação de 220 indivíduos não obesos. Das 220 pessoas, 145 tiveram sua ingestão calórica reduzida em um quarto, enquanto que as outras 75 consumiram da mesma maneira que normalmente faziam. Atualizações foram feitas nas marcas de um e dois anos para que os pesquisadores pudessem calcular os relógios internos dos participantes, medindo sua função metabólica, imunológica e cardíaca.

Quando o estudo começou, não houve diferença entre a idade biológica de cada grupo. No entanto, depois de avaliar cada indivíduo durante as atualizações anuais, os pesquisadores descobriram que a idade biológica do grupo que reduziu calorias aumentou em uma média de 0,11 anos, enquanto aqueles que seguiram sua rotina normal envelheceram por 0,71 anos.

"O envelhecimento biológico é a deterioração gradual e progressiva dos sistemas no corpo que ocorre com o avanço da idade", disse Belsky. "Se pudermos intervir para diminuir a taxa de envelhecimento biológico, pode ser possível prevenir ou pelo menos retardar o aparecimento de muitas doenças e deficiências relacionadas à idade."

A revisão de Belsky não tentou explicar por que a redução calórica retarda o envelhecimento biológico, mas estudos anteriores concluíram que a divisão e a perda celular são evitadas quando o corpo não tem energia. Por sua vez, isso poderia levar a menos inflamação.

O Dr. William Kraus, que foi o coautor da revisão, disse que as descobertas foram importantes porque muito esforço e pesquisa já foram feitos para fazer as pessoas aparentarem mais jovens por fora, enquanto que as funções corporais mais importantes são aquelas que acontecem por dentro (viu só? não é apenas uma coisa estúpida que as pessoas dizem para fazer você se sentir melhor).

Agora cabe a você decidir se cortar um quarto de sua alimentação diária é algo que você quer tentar. E, se não, talvez apenas tentar fazer exercícios? A escolha é sua.

Duan Tzinfu, praticante de yoga, 76 anos.

Ponto de Vista 449
Estudos vêem mostrando nos últimos anos os benefícios de "comer pouco", no entanto uma simples interpretação pode levar a erros no ajuste da alimentação.

Grupos alimentares podem ser retirados inocentemente, gerando deficiências nutricionais.

Não é simplesmente deixar de "comer calorias", temos que avaliar o quanto é possível reduzir de acordo com as necessidades individuais e quais grupos alimentares merecem atenção especial.

Os grandes ensinamentos desses "estudos de jejum" é que aprendemos que nosso corpo consegue se ajustar às restrições e que muitas pessoas conseguiram perceber a diferença entre "fome" e "vontade de comer".

Lembrando que uma envelhecimento saudável não envolve apenas comer menos e se exercitar. Cuidar da mente também é fundamental, realizando atividades que exercitem nosso cérebro e que estimule bons pensamentos, como palavras cruzadas, jogos eletrônicos, frequentar grupos religiosos ou de meditação, e cultivar um círculo de amizades.

Tradução feita pela Estagiária 449 Marina Senhorinho - 1º semestre/2018









Clube449


Newsletter

Cadastre-se e receba e-mails com dicas e informações.

 
 

Contatos

(61) 3363-7449
(61) 98535-7449 (whatsapp)
clinica449 (skype)
contato@clinica449.com.br

CLSW 304 Bloco B Sala 103 - Sudoeste Brasília - DF | CEP: 70673-632

Busca

Encontre o que você precisa em todo o nosso site.