Tecla SAP


A arte do Mindful Eating (ou de comer com atenção plena)



Matéria publicada no www.triathlete.com em 1 de Junho de 2017

The Art of Mindful Eating
By Natalie Rizzo

Aperte o SAP!

A arte do Mindful Eating (ou de comer com atenção plena)

Mindfull Eating é sobre prestar plena atenção ao seu alimento e ao desejo de comer.

Como um corredor que tem que comer bastante, eu tento planejar minhas refeições de acordo com meus horários de corrida. Quando a prática de "comer com atenção" começou a se tornar mais proeminente no mundo da nutrição, eu gostei do conceito, mas tive dificuldade em adotá-lo. Isso me fez pensar se a alimentação consciente se encaixa para os corredores.

Você podem estar se perguntando: "O que diabos é comer consciente?" Derivado dos ensinamentos budistas de atenção plena e meditação, comer com atenção é sobre prestar atenção plena à sua comida e ao desejo de comer. A prática também ensina as pessoas à estarem conscientes de padrões alimentares e seguirem as pistas da fome. "Ser consciente de suas refeições pode incluir uma avaliação da fome e do engajamento de todos os sentidos, enquanto se consome lentamente alimentos sem distrações e se pára quando você começa a perceber a saciedade", diz Kelly Jones. Jones também acrescenta que a alimentação consciente é uma grande parte da ingestão intuitiva, ou a capacidade de tomar decisões sobre refeições e lanches sem qualquer agendamento ou regras alimentares. "A atenção plena é mais sobre a consciência, enquanto a intuição é mais sobre sentimentos e instintos", diz Jones.

Atletas podem praticar o Mindfull Eating?
Enquanto eu estou cético em abandonar minha rotina, Heather Caplan diz que é totalmente possível.

"Eu acho que é possível para todos os corredores e atletas praticarem a alimentação consciente e intuitiva. Tanto para mim quanto para os atletas com os quais trabalho, descobri que ficar atento a como os alimentos nos fazem sentir, aos níveis da fome e à saciedade melhora muito o desempenho na corrida".

Caplan alerta que muitos atletas caem na armadilha de comer um número regimentado de calorias por quilometro. Outros se voltam para suplementos de proteína após um treino. Como resultado, os corredores podem não estar realmente avaliando sua saciedade ou apetite. Com um pouco mais de consciência sobre as pistas da fome, alguns corredores podem descobrir que na verdade não precisam de toda essa energia que estão ingerindo.

"Mesmo que você siga um cronograma, você já está praticando o consumo intuitivo mais do que você pensa", diz Jones. Ao pensar sobre quais alimentos afetarão seu estômago e intestino e as suas necessidades energéticas você já está fazendo escolhas alimentares conscientes. A chave é deixar de manter um regime de alimentação muito rigoroso.

"A única peça que falta é deixar esse cronograma alimentar um pouco de lado e consumir essas refeições e lanches apenas quando seu corpo estiver realmente pronto para comer", observa Jones.

Dicas para comer com atenção plena
Se você gosta do conceito de abandonar as regras de alimentação e reabastecimento, você pode tentar o mindfull eating. Aqui estão algumas dicas para ver se esta maneira de comer é ideal para você:

A melhor maneira de tentar comer com atenção é consultar um nutricionista especializado nessas práticas. Jones e Caplan são especialistas, e eles se uniram para criar o curso Intuitive Eating for Female Athletes. Este curso fornece uma introdução à alimentação intuitiva, concentrando-se na fome, no apetite e na saciedade, em combinação com a ciência da nutrição esportiva.

Se você optar por iniciar o mindful eating por conta própria, "abandone a mentalidade de que a dieta é o primeiro passo", diz Caplan. Em outras palavras, largue as regras rígidas dos alimentos que você deve sempre comer, o que comer em certos momentos ou quantas calorias.

Coma quando sentir fome e pare quando se sentir cheio. "Saiba que pode haver um compromisso de tempo de algumas semanas ou meses. Trabalhe nisso lentamente, começando a ouvir as pistas que seu corpo te dá quando sente fome e aprenda a comer antes de se sentir voraz ", aconselha Caplan.

Mantenha um registro de Fome e Saciedade. Anote os horários das refeições, quão faminto você se sente, quão cheio você se sente após a refeição e quando você sente fome novamente. Você deve discernir se você come por razões diferentes da fome, como o tédio ou o estresse.

Tradução feita pelo Estagiário 449 Igor Pereira - 2º semestre/2017.

Nota 449
Não ter uma rotina alimentar pode não ser eficiente para todo mundo. Através da Ciência da Nutrição estudos mostram que devemos ter um consumo adequado de nutrientes diariamente, e ter uma "dieta" garante a ingestão do que precisamos. No caso dos atletas o ajuste da rotina alimentar, para garantir o consumo desses nutrientes, visa principalmente a recuperação e a consequente evolução da performance ao longo do período.

Comer "sem regras", sem se preocupar com o consumo dos alimentos que são importantes serem consumidos, ou não prestar atenção nas escolhas de uma refeição importante, como um pós-treino, poderá ser contraproducente.

Além disso, hoje muitas pessoas não têm a consciência da sua  "fome orgânica" e comem guiadas pela "fome emocional", e não ter a "dieta para seguir" terá consequências negativas.

O grande ensinamento do Mindful Eating é sobre prestar atenção ao ato de comer. As pessoas que têm dificuldade de se controlar geralmente não tem uma relação saudável com o alimento, não prestam atenção à refeição, não sentem o sabor do alimento ou comem por razões diferentes da fome, como foi colocado na reportagem.

Você irá respeitar a sua fome se você prestar atenção nela! Coma para satisfazer o organismo e não os olhos ou sentimentos.

Algumas dicas para você ter uma relação mais saudável e consciente com os alimentos:

- Prepare suas refeições quando possível. Não estamos falando apenas de refeições pequenas como o Café da Manhã e Lanches Intermediários, e sim do Almoço e Jantar. Se não é possível durante a semana, faça isso nos Finais de Semana, pelo menos uma vez! Escolher, lavar, cortar, cozinhar e comer... todo esse ritual irá ajudar a você sentir o alimento desde sua forma crua até o ato de comer.

- Escolha um lugar tranquilo para comer sempre que possível.

- Não coma ao mesmo tempo que utiliza o celular ou vê televisão.

- Largue os talheres, respire, mastigue... saboreie o alimento!

- Identifique sempre se o que você está sentindo é fome ou vontade de comer. Se você come sem sentir fome, atrase um pouco a refeição para que sinta a sensação de fome e possa identificá-la quando ocorrer novamente.

- Não coma para engolir problemas ou frustrações.

Caso você tenha dificuldade em evoluir sozinho na relação com os alimentos, profissionais como psicólogos ou terapeutas podem te ajudar nesse processo.









Clube449


Newsletter

Cadastre-se e receba e-mails com dicas e informações.

 
 

Contatos

(61) 3363-7449
(61) 98535-7449 (whatsapp)
clinica449 (skype)
contato@clinica449.com.br

CLSW 304 Bloco B Sala 103 - Sudoeste Brasília - DF | CEP: 70673-632

Busca

Encontre o que você precisa em todo o nosso site.